terça-feira, 30 de maio de 2017

Um novo Life is Strange vem aí




Galera, eu não poderia estar mais feliz com isso! Acabei de vem um vídeo dos criadores de Life is Strange dizendo que eles ESTÃO CRIANDO UMA SEQUÊNCIA DO JOGO! Eu quase caí para trás quando vi isso, esse é um dos meus jogos favoritos, eu já guei umas 4 vezes e mal posso esperar pelo que os criadores estão fazendo. Eles garantiram que estão trabalhando duro para fazer o melhor jogo que já fizeram e que o jogo vai estar a E3 ainda deste ano, 2017.

Life is Strange é um jogo no qual o jogador escolhe os acontecimentos e sobre controle e viagem no tempo. É super cute e a história é fabulosa, sem falar na trilha sonora que eu baixei no celular e ouço TODOS OS DIAS!
Os autores não chegaram a contar nada sobre o novo jogo, não sabemos se vão dar continuidade a história de Max com Chloe ou se vão focar a história em uma outra era, até mesmo com outra personagem principal.



Esse é um jogo muito legal para quem gosta de fotografia, já que a personagem principal é fotografa e seus poderes basicamente giram em torno disso, também é legal para quem gosta dessa pegada shoujo e colegial, também tem muitos mistérios e cativa pela forma como a história é contada. É como assistir a um filme, porém, você é parte dele!









Essa é a mensagem que os criadores nos deram:


Se você gosta tanto desse jogo quanto eu, ou se gosta de jogos parecidos, com certeza vai amar as novidades que vêm por aí.

Fiquem ligados!!

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Crônica de Música (Dancing On My Own - Callum Scott)

Hey galera! Eu sei, eu sei. Estou devendo à vocês, mas as coisas estão meio corridas agora que mudei meus horários e ainda estou me adaptando à minha nova rotina.
O que venho aqui dizer para vocês é que desenvolvi um projeto super bacana e gostaria muito de compartilhar com vocês.
O que acontece é que esses dias atrás, cá estava eu em minha humilde residência, ouvindo minhas humildes música... então eu tive uma nada humilde ideia. Eu pensei "Ora essa, as música contam histórias, não? Então por quê não escrever histórias sobre as músicas?". Partindo daí eu comecei a imaginar pequenas crônicas feitas a partir de músicas, e cá está a primeira delas "Dancing On My Own" versão do Callum Scott.

Espero que gostem...






Dancing On My Own 

Eu não consegui creditar quando eles me disseram. Quem é essa sua nova amiga? Sequer a conheço? Será que o seu amor é mais forte que o meu? Será que o que ela sente supera até mesmo a mim? 
Neste momento me sinto estupido nessa roupa de baile, mas eu simplesmente tinha que vir. Eu precisava ver por mim mesmo. A cidade toda está escura, não por falta de luminárias e toneis, mas sim pela minha grande melancolia e angústia. Eu sei o que vou encontrar neste grande salão, você está lá e aposto que ela deve estar também. 
Eu sei que não deveria ter vindo. “Apenas esqueça isso e cuide de sua vida” eu disse a mim mesmo antes de sair do quarto bagunçado, repleto de fotografias e cartas. Algumas delas são suas, nossas fotos e aventuras registradas em meu pequeno anexo secreto.  Deveria eu humilhá-lo com todas essas simbólicas armas? 
O estacionamento está lotado, uma noite simbólica. A comemoração não deve acabar até o amanhecer, afinal eu sei o que você veio fazer aqui e também sei que não poderia lhe acompanhar e correr o risco de ser morto. Estaciono perto de uma das cerejeiras, totalmente sem flores ou frutos, apagada e esquecida ao vento como eu. 
A escadaria de pedra nunca foi tão longa. A escalada, juntamente com a horrível sensação de desespero que atormenta meus estomago, me faz querer vomitar. A grande porta está entreaberta e um serviçal educado está pronto para abri-la totalmente e revelar minha entrada. Aonde será que você está?  
A festa é tão linda e brilhante quanto seu belo e estonteante sorriso. Uma taça de Champagne e estou atrapalhado tentando te encontrar, lá está você! 
E eu estou aqui no canto vendo você beijá-la. E eu estou bem aqui, por que você não consegue me ver? Estou dando tudo de mim, mas eu não sou o cara que você está levando para casa. Eu continuo dançando comigo mesmo. 
Eu vou apenas dançar a noite toda, com toda a minha estupidez e meu desalinhamento. Estou tão desarrumado que um sarnento pareceria mais apresentável. Os santos estão em ruínas pela nossa vergonha e as garrafas estão todas quebradas e estou dançando em círculos. Aqui neste canto assistindo você beijá-la, estou bem aqui, mas você ainda não me vê. Estou dando tudo de mim, mas eu não sou o cara que você está levando para casa. Eu continuo dançando comigo mesmo. 
Você está tão longe de mim, mas ao mesmo tempo continua tão perto, as luzes se acendem e a música acaba, mas você ainda não me vê para aqui. Eu só queria dizer que vim para dizer adeus. 
E eu estou aqui no canto, vendo você beijá-la. E eu estou bem aqui, pr que você não consegue me ver? Estou dando tudo de mim, mas eu não sou o cara que você está levando para casa. Eu continuo dançando comigo mesmo.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

10 músicas para começar a semana



Oi pessoas!

Primeiramente, boa semana a todos e vamos que vamos porque essa semana é longa. Separei para vocês algumas músicas para começar essa segundona com o "pé direito". São musicas que eu particularmente gosto bastante e que  me animam - e que até me fazem sentir aquela sensação meio nostálgica, já que algumas são meio antigas. Então, vamos para a playlist:


    1. All The Small Things - Blink 182


video


    2. I Want to Break Free - Queen

video


    3. Livin'On The Edge - Aerosmith

video


    4. Like a Stone - Audioslave
Aproveitando para fazer uma pequena homenagem a Chris Cornell que faleceu na última quarta-feira, 17, aos 52 anos. Era vocalista das bandas Audioslave e Soundgarden, das quais participava desde 2001 e 2010, respectivamente. Cornell era uma das maiores vozes do rock atual e com certeza fará muita falta.

video


    5. On Melancholy Hill - Gorillaz

video


    6. What You Know - Two Door Cinema Club

video


   7. Teenagers - My Chemical Romance

video


    8. It's Time - Imagine Dragons

video


   9. Pompeii - Bastille

video


  10. Love Never Felt So Good - Michael Jackson feat Justin Timberlake (só porque a Amambia é apaixonada por ele)

video



sexta-feira, 19 de maio de 2017

O Começo das Boas Férias (Fanfic)




Eu não sabia o que fazer, já faziam horas que eu estava lá. Não devia ter acreditado na Tokomo-san e na Lyuko-chan. Elas haviam mesmo feito aquilo, por que? Por causa do Yamato? Eu estava assustada, achando que ficaria presa ali o resto da noite, afinal, já eram quase oito horas e ninguém havia me achado, eu já havia tentado gritar, mas ninguém apareceu. Odeio pensar nos momentos horríveis que tive naquela tarde:
–Mei! Mei! - gritava Konin enquanto me puxava para fora da sala.
–O que aconteceu Konin? - perguntei sem entender nada, ele estava com um semblante preocupado.
–É o Yamato-kun! Ele está te traindo! - tive que me apoiar em uma mesa próxima para não cair.
–O quê? - disse ainda desnorteada.
–Vem! Eu te levo até lá- ele me puxava, mas num gesto impulsivo eu me soltei dele.
–Não!
–O quê? Como não?! Por quê? - ele disse surpreso.
–Não sei o que está acontecendo, mas também não quero ir ver.
–Mei...
Eu baixei a cabeça, não sabia o que pensar, nem o que fazer. Eu estava tonta, queria sentar e ficar sozinha. Estava me perdendo em pensamentos quando Lanna e Hyruhi-kun apareceram.
–Mei! O Yamato... - ia dizendo Lanna, mas Hyruhi-kun a interrompeu.
–Calma Lanna! Vamos contar devagar. Mei! Aconteceu algo. O Yamato...
–Eu já sei! - disse.
–O quê? Mas como?! Ele disse que...
–Eu vou embora - me virei em direção a sala.
Arrumei todo o meu material e me direcionei à saída, evitei os corredores do lado leste, para não encontrar com o Yamato. Eu não sabia como encará-lo depois de saber aquilo.
Foi quando eu estava passando perto do depósito de limpeza que encontrei Tomoko-san e Lyuko-chan. Elas estavam encostadas na parede com seus uniformes personalizados e super decotados. Elas começaram a rir e pararam na minha frente.
–Finalmente conseguimos o que queríamos - disse Tomoko
–Separamos o casal - completou Lyuko.
–Me deixem passar - eu disse.
–Não - rebateu Lyuko. -Vamos cumprir nosso objetivo.
–O quê? Me soltem! - eu gritei quando elas me agarraram pelos braços, me debati e tentei lutar contra elas, mas elas eram muito fortes, eram lideres de torcida, sua força era maior que a minha. Elas me arrastaram para dentro do depósito de limpeza, me jogaram no chão, saíram e trancaram a porta ante que eu pudesse impedi-las.
–Meu deixem sair! Abram a porta!- gritei.
–Até depois do verão Mei. Agora o caminho está livre de vez para você Tomoko. O Yamato é todo seu por completo agora - disse Lyuko.
Eu ouvi os passos delas ficando cada vez mais baios, elas estavam se afastando, rindo. Ainda conseguir ouvir Tomoko dizendo que foi divertido com o Yamato na hora do almoço. Será que foi com ela que ele havia me traído? Mas... será mesmo que ele me traiu? O Yamato me ama, depois de enfrentar tantas coisas para ficarmos juntos, isso agora. Por quê? Tentei gritar mais e mais, mas ninguém me ouvia, este lado do colégio era um dos mais vazios, e depois da uma da tarde ele ficava totalmente sem gente. Depois de minutos gritando, esperando que alguém me ouvisse, sem sucesso, eu finalmente me deixei levar. As lágrimas vieram, comecei a pensar no Yamato e na Tomoko juntos, fiquei me perguntando o porque de tudo aquilo acontecer, logo no ultimo dia de aula. Será que ninguém me acharia? Eu estava com medo, e estava começando a fazer frio também. Eu não estava agasalhada. Me encostei num cantos e coloque a cabeça entre os joelhos, fiquei ali por mais algum tempo, esperando que alguém me achasse.
Mais dez minutos se passaram. Eu já estava sentindo muito frio. Comecei a me lembrar da vez em que eu e Yamato tomamos aquela chuva e ele foi se secar na minha casa. Passamos aqueles momentos, corados, em meu quarto, sem saber o que fazer ou como agir. Foi a primeira vez que me senti daquele jeito perto de um garoto, mas fiquei feliz por ele estar lá comigo.
Ouvi passos no corredor, parecia que alguém estava correndo. De repente alguém gritou meu nome, eu já ia responder, mas por um impulso, quando reconheci a voz da pessoa que estava gritando, exitei. Era Yamato. Meu Deus! E agora?
Eu não sabia se respondia ou não. Queria muito sair daquele lugar, mas não queria encarar o Yamato assim, pelo menos não antes de processar direito toda aquela história de mais cedo.
–Mei! Mei! Onde você está? -gritava ele.
Eu não sabia se alguém apareceria depois dele, e nem quando apareceria. Resolvi responder, afinal, eu teria de encará-lo mais cedo ou mais trade mesmo.
–Estou aqui! -gritei.
–Mei?... Mei!
–Estou presa no depósito de limpeza- disse.
–Espere! - ele se posicionou atrás da porta. -Saia de perto, vou abrir- assim eu fiz e ele, com dois chutes ele abriu a porta.
Assim que me viu, ele veio ao meu encontro e me abraçou, eu não tive reação alguma.
–Mei. Estava preocupado com você- ele me abraçou mais forte, e eu ainda sem reagir. Você está gelada- tirou o casa e colocou sobre meus ombros, pegou minha mochila e disse:
–Porque você não ligou para alguém vim tirar você daqui?
–Meu celular está sem bateria- eu respondi ainda sem olhar para ele, olhava para o chão.
–Vem. Vamos para casa- ele segurou minha mão, eu exitei, mas acabei cedendo depois de olhar para ele. -Mei. Está tudo bem?
–...sim... vamos embora.
Fomos o caminho quase todo sem trocar nenhuma palavra. Eu não sabia o que falar, não queria, também. Tudo que eu queria era chegar em minha casa logo e colocar para fora todas as lágrimas que estava segurando. De repente, ele parou. Ficou me olhando, com um olhar entristecido, senti compaixão e a vontade de chorar veio a tona, tive que fazer um esforço máximo para não derramá-las.
–Mei, eu te fiz alguma coisa?- ele perguntou olhando em meus olhos. -Você parece chateada comigo.
–Eu... eu.. não... - não aguentei segurar mais. Comecei a chorar feito uma criança. Yamato quase não teve reação. Não sabia que fazer, ele simplesmente me abraçou.
–Mei! O que aconteceu? Por que você está assim?
–Eu... eu... fiquei... fiquei sabendo... que... me disseram.... que você... me.... me traiu- eu disse em meio a soluços. Ele segurou meu queixo com uma das mão e me fez olhá-lo.
–Mei... por que eu faria algo assim? Eu te amo- ele me olhou sério.
–Me falaram que viram você com algúem- sequei as lágrimas
–Me falaram que viram você com alguém, e depois Tomoko e Lyuko me trancaram no depósito e disseram que o caminhos estava livre para você e Tomoko de uma vez por todas.
–Mei, isto que viram... -ele abaixou a cabeça. -É verdade, mas não fui eu, foi ela que me beijou. Eles te contaram o que aconteceu depois que ela me beijou?
–Não... eu não quis ouvir... eu... Yamato -segurei as lágrimas novamente. -Podemos ir para casa?
Ele ia dizer alguma coisa, mas hesitou, só pegou na minha mão e disse:
–Claro.
Andamos o resto do caminho em silêncio novamente. Ao chegar em frente a minha casa ele parou.
–Você ainda vai amanhã para o clube? -perguntou.
–Sim. Eu prometi para Asami-sam.
–Quer que eu venha te buscar para irmos juntos?
–Não sei... Talvez.
–...Está bem então. Me avise antes de dormir -de repente ele ficou com vergonha. -Posso... posso te beijar?
–Acho... melhor não -eu olhei para baixo.
Seu semblante ficou triste, ele soltou minha mão e foi embora.
Minha mãe não estava em casa. Fui para o meu quarto, tomei um banho, coloquei o pijama e me deitei na cama. Não tinha certeza de como agir com Yamato no clube, na frente de todos. Em meio a tantos pensamentos, os acontecidos de hoje, o que farei em relação a mim e ao Yamato, acabei adormecendo. Acordei com meu celular tocando, ainda bem que eu havia colocado ele para carregar antes de me deitar. Era Asami-chan.
–Mochi-mochi -eu disse.
–Tachibana! Graças a Deus. Onde você estava?
–Presa no depósito de limpeza.
–Nossa. Como foi parar lá?
–Tomoko e Lyuko me prenderam lá.
–Vou pegar aquelas duas de jeito. Mas quem te tirou de lá?
–Yamato.
–Ele estava preocupado. Saiu que nem um louco procurando você.
–Ele não precisa mais se preocupar depois do que ele fez.
–O que? O que ele fez?
–Você sabe. Ele e Tomoko...
–O que? Claro que não. Tachibana. Yamato te ama, ele não faria uma coisa dessas.
–E o beijo que ele deu na Tomoko?
–Você não sabe o que aconteceu depois? Ele não te contou?... Espere aí... eu ia te contar na escola, mas você disse que já sabia.
–O que? Agora estou confusa.
–Mei... Depois que a Tomoko beijou o Yamato ele a empurrou. Disse que ela era a pior das garotas. Ele praticamente gritou com ela. Disse que o amor da vida dele era a Tachibana Mei e que era para Tomoko se colocar no lugar dela e deixar ele em paz.
–Ele... disse isso mesmo? ... Então foi por isso que elas me trancaram no...
–Mei. Yamato disse que não vai para o clube amanhã. Disse que não quer te deixar pior e mais chateada com a presença dele -minha garganta fechou e meus olhos começaram a lacrimejar.
–Eu... eu tenho que desligar...!
Nem esperei ela responder. Desliguei o celular, me troquei e saí correndo de casa. Já eram nove e meia da noite, rezei para que ele ainda estivesse acordado. Eu chorava e corria ao mesmo tempo. Tinha esquecido o celular em casa.
Parei em frente a casa do Yamato. Estava com medo. Toquei a campainha. Vi a cortinha de um dos quartos se abrir, era do quarto do Yamato, mas não deu para vê-lo.
Fiquei esperando, torcendo para ele sair. Até a porta da frente se abrir:
–Mei! -ele disse saindo e indo até o portão.
–Yamato... eu... -comecei a chorar novamente. Então ele abriu o portão.
–Mei... me desculpe Mei... Eu devia ter te contado na mesma hora. Não se preocupe, eu não vou mais te fazer sofrer Mei.
–Não! -eu quase gritei. -Você não deve faltar ao clube por minha causa.
–O que?!
–Asami-san me contou o que houve... me contou sobre o que você disse para Tomoko. Me descul.... me desculpe... eu... eu não... eu devia ter ouvido ela quando tentou me contar. Devia... devia ter ouvido você quando tentou me contar. Yamato... -eu soluçava de tanto chorar.
–Mei -ele me abraçou e choramos juntos. -Mei... eu prometo que nunca irei fazer algo assim com você. Eu te amo. Mei -eu olhei para ele, fixamente em seus olhos. Ele levemente segurou meu queixo e me beijou. Depois me perguntou:
–Quer entrar?
–O que?! Eu... eu não -eu recusei com defesa e vergonha. Ele riu.
–Fique calma. Não farei nada.
–Eu sei. Já está tarde. É melhor eu voltar para casa.
–Eu te levo.
–Não precisa... não quero te incomodar.
–Não é incomodo nenhum -ele fechou o portão e pegou minha mão. -Sou seu namorado, é meu dever e minha vontade -ele olhou para mim e sorriu.
Desta vez, não fomos apenas de mão dadas. Ele passou o braço nos meus ombros e eu passei meu braço em volta da cintura dele. Foi uma sensação boa e estranha. Ele me deixou na porta de casa e voltou para sua casa. Assim que entrei no meu quarto, peguei meu celular e vi que havia três chamadas perdidas da Asami. Então liguei para ela.
–Tachibana Mei -ela disse.
–Acordei você?
–Não. Mei! Eu estava preocupada.
–Eu fui ver o Yamato.
–E como foi?
–Nós conversamos. Estamos bem agora.
–Ufa! ... fico muito feliz. Agora sim a Tachibana e o Yamato estão bem, o mundo voltou ao normal.
–Preciso dormir um pouco. Até amanhã. Boa noite.
Boa noite.
Desliguei o celular, coloquei novamente o pijama e deitei na cama. Antes de pegar no sono, meu celular tocou novamente. Era uma mensagem do Yamato:
"Passarei na sua casa amanhã às 09:00 hs. Esteja pronta.
PS: Estou ansioso para passar as férias com você. Boa noite. Eu te amo
Yamato ♥"
Respondi:
"Estarei pronta.
Ps: Também estou ansiosa. Boa noite. Eu te amo.
Mei ♥"
Neste dia, tudo o que me aconteceu me fez perceber o quanto ter pessoas ao meu redor, que gostam de mim é bom. Percebi que Yamato e eu seríamos mesmo felizes e que, graças a ele e aos meus amigos, hoje, sou quem sou.

#Relatório da parte mais marcante das férias de verão. -Por Tachibana Mei#

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Chegou minha pulseira (ingresso)!!!!

Gente, eu estou surtando!

Essa belezinha que vocês estão vendo na imagem ao lado é a minha pulseira do Rock in Rio que acabou de chegar.

Então, agora que é oficial, a partir de hoje vou começar a postar aqui dicas e informações sobre a minha preparação para o festival, então fiquem ligados, pois vai ter muito conteúdo útil e legal sobre a nova cidade do rock, as atrações, como sobreviver lá dentro, atrações e brinquedos etc.

Esse ano o festival está totalmente renovado e é minha primeira vez, também, então vai ser super legal dividir essa experiência com vocês. Eu estou indo no dia 17 (Domingo), para ver o lindo, amor da minha vida, ídolo eterno Justin Timberlake, mas não se preocupe, pois tenho fontes que irão nos outros dias e compartilharei tudo aqui com vocês.

Então se você vai ao Rock in Rio e/ou é tão fã do festival e de alguma das atrações, então fique ligado no Espelhos, pois eu vou arrasar nesse festival e o blog vai arrasar comigo!!

Estou viciada em Fullmetal Alchemist!


Hello people!

Uma semana e eu não consigo fazer outra coisa senão assistir esse anime INCRÍVEL! Fullmetal Alchemist não é uma anime relativamente novo, mas eu nunca havia assistido e, confesso, não sei por quê eu nunca o fiz antes.

OK, vamos por partes. Fullmetal Alchemist é uma série, originalizada em mangá, shoñen (mangá direcionado para o público masculino, mas E DAÍ? Estamos no século XXI e estamos mais do que cansados de saber que os gêneros de mangá são apenas uma classificação agora), escrita por Hiromu Arakawa entre 2001 e 2010, e era publicado em edições na revista Monthly Shoñen Gangan.
Entre Dezembro de 2003 e Janeiro de 2005 a série foi lançada sua primeira animação, dirigida por Senki Mizushima, porém, como o mangá ainda estava em publicação enquanto o anime era produzido este acabou tendo parte de seu final diferente. 








Quando o mangá estava em sua 20ª edição, seu criador anuncio que uma segunda versão em animação estaria sendo produzida. Desta vez com o título de Fullmetal Alchemist: Brotherhood, esta versão foi dirigida por Hiroshi Õnogi e teve seu título em japnês alterado para Fullmetal Alchemist, Hagane no Renkinjutsushi, para poder diferenciá-lo da série anterior, lançada em 2003. Esta versão é mais aclamada pela grande maioria dos fãs da série, pois retrata a história original do mangá.

SINOPSE:

Fullmetal Alchemist é retratada em um mundo onde a principal ciência é a alquimia, um ciência equivalente onde para criar algo tem que se dar algo em troca, porém, existe um tipo de alquimia que é proibida, a transmutação humana. O anime conta a história de Edward e Alphonso Elrick, dois irmãos que tem a mão morta por uma doença, então eles decidem trazê-la de volta com a transmutação humana, porém, tudo vai por água abaixo e ao invés de trazer sua mãe de volta eles acabam criando um monstro.



A troca acaba rendendo aos irmãos um sacrifício maior do que eles imaginavam, o corpo de Alphonso e a perna esquerda de Edward são sacrificadas nesse ritual, então para salvar a vida de seu irmão, Es (Edward) abre a mão de seu braço direito e sela a alma de Al (Alphonso) em uma armadura que existia no porão. 



Ed tem seu braço e perna reconstruídos por Winry, uma amiga de infância, e Al fica preso na armadura, apenas como alma. 
Os irmãos então decidem se tornar alquimistas do estado para ter acesso a pesquisas sobre a pedra filosofal, em busca de recuperarem seus corpos.
Esse anime é extremamente marcante, a relação dos irmãos é intensa e verdadeira. Ed está disposto a fazer de tudo para recuperar o corpo de seu irmão e Al apoia Ed em suas decisões e o ajuda com seu treinamento de alquimista do estado. Juntos eles vivem diversas aventuras e passam por muitas dificuldades, tudo para recuperarem aquilo que perderam.


Esse anime é um dos melhores que já assisti na vida! Demorei um tempo para vê-lo depois que me recomendara, mas assim que comecei a assistir já me apaixonei. É uma mistura, você chora, ri, aprende sobre amor e família, começa a valorizar as pessoas que estão próximas a você e muito mais.
Então fica-a-dica! Assistam Fullmetal Alchemist, você não vai se arrepender!




quarta-feira, 17 de maio de 2017

Apresentação

Oi pessoas!

Me chamo Marianna e, a partir desse mês, começarei a postar conteúdos no blog junto com a Amambia. Para qualquer crítica, opinião ou sugestão, deixarei meus contatos no final deste post.

Agora, falarei um pouco sobre mim.
Tenho 18 anos, sou sagitariana e sim, sou muito supersticiosa. Estudo Jornalismo na Universidade Paulista (Unip), onde conheci a Amambia. Moro em Louveira, uma pequena cidade no interior de São Paulo.
Por ter uma família muito tradicional e ligada ao rock, esse é o meu estilo musical favorito, mas também gosto bastante de MPB e indie. Minhas bandas/meus cantores internacionais favoritos são Aerosmith, Arctic Monkeys e Black Sabbath/Ozzy Osbourne e, as nacionais, são Engenheiros do Hawaii, Nando Reis e Raul Seixas.
Assisto muitas séries também, claro, e as quais mais gosto são: Game of Thrones, Skins, American Horror Story, 13 Reasons Why e Stranger Things. Sou apaixonada por filmes e livros de terror e suspenses, daqueles que te prendem do começo ao fim, mexem com o seu psicológico e, no final, contem uma reviravolta impressionante. Ficção e fantasia são conteúdos que também me interesso muito. Em meu tempo livre, gosto de colocar as séries em dia e deixar a matéria da faculdade acumular (risos).

Bom, acho que é isso ☺

Obrigada pela atenção e até mais!

Marianna Tasso

Twitter: Marianna_Tasso
Instagram: mariannatasso
Snapchat: Paschoalotte

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Dia #4 - Verbos!

What’s up guys!! 

Hoje, neste 4 dia de dicas,  eu vim aqui falar de algu muito, mas muito importante quando se vai aprender uma nova língua. Verbos!!
Em Inglês nós temos dois grupos dele, os regulares e os irregulares.


Muito bem, nós temos uma boa e uma má noticia a respeito disso. A boa notícia é que não ha nada mais fácil do que conjugar verbos regulares, tudo é simples quando se trata deles. A má noticia é com nossos amigos irregulares, eles são um pouquinho complicados e a única solução para aprende-los é grudá-los na cachola. Isso mesmo, me-mo-ri-za-los

Para que essa parte dos estudos ocorra sem problemas e como água corrente no rio, vamos fazer tudo em partes. Primeiro eu vou explicar como funciona a conjugação de verbos regulares, depois disso vou deixar uma tabela com os principais verbos irregulares que existem e, só então, vou explicar tudo em vídeo até o final dessa semana. Preparados? Então vamos lá!!

VERBOS REGULARES

Como eu disse, verbos regulares são simples de se conjugar. O segredo aqui é colocar 'ed' no final do verbo quando for conjugá-lo no passado.

Ex:  I love you             Bem simples, não é? Isso se aplica a qualquer verbo "regular",
      (I loved you)          no caso da palavra  love, como já termina com a letra 'e', então é só adicionar 
                                    letra 'd' no final. Mas se fosse o verbo listen, por exemplo, então poderíamos acrescentar 'ed' sem problema algum.                                        

Existem algumas exceções aqui, vamos a elas:

Quando o verbo termina coma  letra 'y', como é o caso da palavra try, então devemos adicionar 'ied' no final.

Ex: I try to learn another language            Viu? Sem segredos até aqui!!
     (I tried to learn another language)  

Tente agora, você, com algumas dessas frase abaixo:

I_______ (Watch) a good movie last night.
I_______ (Listen) to a concert last week.
I_______ (Exercise) two weeks ago.
I_______ (study) English yesterday.
I_______ (Check) my e-mail two hours ago.
I_______ (Move) on to another house.

VERBOS IRREGULARES

Os verbos irregulares são totalmente diferentes dos verbos regulares, existem formas diferentes para cada verbos e não existe uma regra. Apenas é assim, então a única forma que temos de aprendê-los é decorando-os. Por enquanto eu vou apenas deixar alguns dos principais verbos aqui e você pode ir decorando com alguns exercícios que vou explicar.
Apenas refrisando, é muito importante saber quais são os verbos irregulares para avançar na língua Inglesa, então deem o seu melhor!

Exercício I:

Você se lembram do aplicativo que eu indiquei para memorizar palavras? Caso não se lembre, clique aqui e recapitule, pois vai ser muito útil.
Flash Cards são, na minha opinião, a maneira mais rápida de memorizar os verbos irregulares, e o aplicativo Quizlet é perfeito para isso. Tudo o que você tem que fazer é classificar os verbos e colocar o aplicativo para funcionar.

Ex:

Por enquanto vamos apenas nos concentrar no simple past!


Exercício II:

Você também pode escrever os verbos em uma folha ou imprimi-los e ler até decorar. É mais trabalhoso, mas também efetivo dependendo de como você costuma aprender. Se você é daqueles que aprende melhor escrevendo, como eu, então copiar os verbos vai super funcionar para você!!


Muito bem! Como eu disse, por enquanto, vamos nos atentar apenas para o simple past (segunda coluna da tabela). Iremos usar o past participle (terceira coluna da tabela) apenas quando formos para o Present Perfect, que é um pouco mais complexo.

Galera, é isso! Estudem bastante e aguardem, pois a próxima matéria é em vídeo, sobre o simple past com verbos irregulares.

Obrigada pela atenção, bons estudos!

TABELA DE VERBOS


INFINITIVO
PASSADO SIMPLES
PARTICÍPIO PASSADO
TRADUÇÃO
to arise
arose
arisen
erguer, levantar
to awake
awoke
awoken
acordar, despertar-se
to be
was / were
been
ser, estar, ficar
to bear
bore
borne
suportar, aguentar
to beat
beat
beaten
bater, superar, vencer, derrotar, espancar
to become
became
become
tornar-se
to begin
began
begun
começar, iniciar
to bet
bet
bet
apostar
to bite
bit
bitten
morder
to bleed
bled
bled
sangrar
to break
broke
broken
quebrar
to bring
brought
brought
trazer
to build
built
built
construir
to burn
burnt/burned
burnt/burned
queimar
to buy
bought
bought
comprar
to cast
cast
cast
lançar
to catch
caught
caught
pegar, agarrar
to choose
chose
chosen
escolher
to come
came
come
vir
to cost
cost
cost
custar
to cut
cut
cut
cortar
to deal
dealt
dealt
tratar, lidar
to dig
dug
dug
cavar, escavar
to do
did
done
fazer
to draw
drew
drawn
desenhar, traçar, puxar, arrastar
to dream
dreamt / dreamed
dreamt / dreamed
sonhar
to drink
drank
drunk
beber
to drive
drove
driven
dirigir, guiar
to eat
ate
eaten
comer
to fall
fell
fallen
cair, desaguar, abater-se, decrescer, diminuir
to feed
fed
fed
alimentar, nutrir
to feel
felt
felt
sentir, notar
to fight
fought
fought
lutar, brigar
to find
found
found
achar, encontrar
to fit
fitted
fitted
servir, ajustar, adaptar, caber, assentar.
to fly
flew
flown
voar
to forbid
forbade
forbidden
proibir
to forget
forgot
forgotten
esquecer(-se)
to forgive
forgave
forgiven
perdoar
to freeze
froze
frozen
congelar, gelar
to get
got
got / gotten
obter, conseguir
to give
gave
given
dar
to go
went
gone
ir
to grow
grew
grown
crescer, florescer, germinar
to hang
hung
hung
pendurar, suspender
to have
had
had
ter, possuir
to hear
heard
heard
ouvir, escutar, ter notícias
to hide
hid
hidden
esconder(-se), ocultar
to hit
hit
hit
bater, chocar-se
to hold
held
held
segurar, agarrar
to hurt
hurt
hurt
ferir(-se), machucar
to keep
kept
kept
manter, conservar, preservar
to know
knew
known
saber, conhecer
to lay
laid
laid
pôr, colocar, derrubar, deitar
to lead
led
led
conduzir, liderar, dirigir, comandar
to learn
learnt / learned
learnt / learned
aprender, ficar sabendo
to leave
left
left
partir, deixar, sair
to lend
lent
lent
emprestar
to let
let
let
permitir, deixar
to lie
lay
lain
deitar, jazer
to lose
lost
lost
perder
to light
lit
lit
acender, iluminar
to make
made
made
fazer, criar, elaborar
to mean
meant
meant
significar, querer dizer
to meet
met
met
encontrar(-se), reunir(-se)
to misunderstand
misunderstood
misunderstood
entender mal, interpretar mal
to pay
paid
paid
pagar
to partake
partook
partaken
participar
to prove
proved
proved, proven
provar, comprovar
to put
put
put
pôr, colocar
to quit
quit / quitted
quit / quitted
desistir, abandonar
to read
read
read
ler, interpretar
to ride
rode
ridden
cavalgar, andar de bibicleta, carro, etc.
to ring
rang
rung
soar, tocar (campainha, telefone)
to rise
rose
risen
erguer-se, levantar-se
to run
ran
run
correr, apressar-se
to saw
sawed
sawn
serrar
to say
said
said
dizer, afirmar, declarar
to see
saw
seen
ver, perceber
to sell
sold
sold
vender
to send
sent
sent
enviar, mandar
to set
set
set
pôr, dispor, ajustar
to sew
sewed
sewn, sewed
costurar, coser
to shake
shook
shaken
sacudir, agitar, apertar a mão (em cumprimento)
to shave
shaved
shaven / shaved
barbear-se
to shine
shone
shone
brilhar
to shoot
shot
shot
atirar, ferir com tiro
to show
showed
shown
mostrar, apresentar
to sing
sang
sung
cantar
to sink
sank
sunk
afundar
to sit
sat
sat
sentar(-se)
to sleep
slept
slept
dormir
to slide
slid
slid
escorregar, deslizar
to smell
smelt / smelled
smelt / smelled
cheirar
to sow
sowed
sown / sowed
semear
to speak
spoke
spoken
falar
to speed
sped / speeded
sped / speeded
apressar(-se)
to spend
spent
spent
gastar (dinheiro), passar (tempo)
to spoil
spoiled / spoilt
spoiled / spoilt
estragar, destruir, mimar (crianças)
to spread
spread
spread
espalhar, estender
to stand
stood
stood
ficar ou pôr-se de pé
to steal
stole
stolen
roubar, furtar
to stick
stuck
stuck
cravar, fincar
to strike
struck
struck
bater, golpear
to swear
swore
sworn
jurar
to sweep
swept
swept
varrer
to swim
swam
swum
nadar
to swing
swung
swung
balançar
to take
took
taken
tomar, pegar, levar
to teach
taught
taught
ensinar
to tell
told
told
dizer, contar
to think
thought
thought
pensar, achar
to throw
threw
thrown
lançar, atirar
to understand
understood
understood
entender, compreender
to wake
woke
woken
acordar
to wear
wore
worn
vestir, usar, trajar
to wet
wet / wetted
wet / wetted
molhar, umedecer
to win
won
won
ganhar, vencer
to wring
wrung
wrung
espremer, torcer
to write
wrote
written
escrever



Um ótimo dia começa com uma ótima playlist!

Olá galera!! Hoje eu vim aqui para mostrar algumas musicas que MUDAM o meu dia. Todos nós gostamos de acordar e já sentir aquela boa en...